#precojusto

22 de maio de 2011


Estava em Belo Jardim, nem pude deixar postagens programadas :( Hoje quando estava abrindo o meu email, encontrei uma super notícia! O movimento #precojusto conseguiu uma vitória! Confira a matéria na integra clicando em continuar lendo.




17 de Maio de 2011 às 20:23
247_ O ministro Paulo Bernardo, das Comunicações, anunciou à imprensa esta manhã, em Brasília, que o governo irá baixar Medida Provisória que irá desonerar o valor dos tablets. As alíquotas fiscais de PIS e Cofins serão zeradas. A informação foi prestada durante o seminário Estímulos à PD&I no Setor de Telecomunicações. Paulo Bernardo acrescentou que a MP será editada nos próximos dias. A redução de imposto poderá resultar numa diminuição de até 36% no preço final dos tablets.
O corte de impostos que incidem em tablets e outros produtos eletrônicos foi defendido pelo Manifesto Preço Justo, de Brasil 247, do colunista Felipe Neto e de mais de 500 mil cidadãos de todo País, que o assinaram eletronicamente nos últimos vinte dias. Com o corte nos impostos, o preço final dos tablets tenderá a baixar sensivelmente, possibilitando o acesso a eles para milhões de pessoas. Ao Brasil 247, em entrevista exclusiva, o ministro Paulo Bernardo disse que os tablets deveriam custar não mais que R$ 800 no Brasil.
Mesmo com a edição da Medida Provisória dos Tablets, as bandeiras defendidas pelo Manifesto Preço Justo continuarão hasteadas. O documento defende a redução de impostos também para aparelhos eletrônicos como iPods, iPhones, vídeo-games, blue ray e óutros.
A redução da tributação dos tablets também foi uma das exigências da taiwanesa Foxconn para produzir o iPad, da Apple, em uma fábrica em Jundiaí (SP) a partir de julho. A MP, porém, concede o benefício a qualquer empresa que fabricar o equipamento no País. Gigantes como Samsung, Motorola, Positivo e Toshiba têm planos de ampliar a produção desses aparelhos no Brasil.
Se você ainda não aderiu ao manifesto #precojusto, acesse www.precojustoja.com.br
Adicionar legenda