Terceiro dia Shopping Day

18 de setembro de 2012


Hoje o Shopping Day 2012 encerrou suas atividades, seguindo a tendencia nas liquidações o último dia estava com descontos de cair o queixo e fazer você se arrepender da compra no dia anterior haha. Tinha loja toda 70% como a la pomme e acessorize, toda 40% como a farm e outras promos de peças individuais, quem foi hoje não se arrependeu! Até eu que achei que não ia encontrar nada que ficasse bom em mim, catei uma calça de tecido fininho estampado lá na Refazenda com R$200,00 de desconto, saiu por R$85,00. O que eu quero postar sobre o terceiro dia não é o que você perdeu por não ter ido, eu quero fazer um desabafo sobre toda a polemica gerada em torno do assunto. 

1º Dia: Cheguei por volta das 16 horas e encontrei o Chevrolet Hall como imaginei, a organização já estava prevendo 10 mil pessoas por dia. Vamos pensar juntos: Evento organizado por um dos maiores sites do Brasil e assessoria top do NE, divulgação maciça, expectativa do público, mega descontos sendo anunciados. O que vocês acham que a mulherada ia fazer? Correr pra porta do local, claro! Se temos em torno de 6 mil pessoas para 40 lojas, por maiores que elas sejam é impossível comportar tanta gente ao mesmo tempo e nenhuma loja é louca de liberar todo mundo pra dentro, era capaz até de cair as paredes de tanta gente. Quem chegou logo no inicio penou e muito para entrar nas lojas ancora, mas, a partir das 18:30 já estava bem mais ameno o fluxo de pessoas e algumas lojas já estavam sem fila, por volta das 20:00 apenas as ancoras tinham fila (que já estava pequena, coisa de 10 minutos). Quem vai no primeiro dia de um evento como esse tem que ter na cabeça que vai estar lotado de gente e que algumas medidas terão que ser tomadas pelas lojas, se não estivesse preparado para enfrentar tudo era só ir próximo ao final que estava tranquilo já. 

2º Dia: Cheguei por volta das 17 horas e fiquei até às 21, em todo o momento estava tranquilo, fácil acesso a todas as lojas, zero filas e preços melhores. Para quem reclamou tanto do primeiro dia o local estava perfeito. 

3º Dia (hoje): Cheguei por volta das 20 horas e fiquei até o encerramento. Não sei como estava antes, mas desde o momento que cheguei estava com fluxo mediano de pessoas e os preços melhores ainda, muitas peças repostas e diversos produtos novos.

O primeiro dia teve problemas? Teve, mas todos eles foram corrigidos do segundo em diante. As pessoas reclamaram do primeiro dia, mas o segundo para a concepção "shopping" que elas queriam estava perfeito. Mas porque continuar reclamando? Inveja, raiva, maldade? Não sou eu que vou responder. Críticas construtivas ao evento são sempre bem vindas, mas agredir usando palavras de baixo calão, criar tumultos nas redes sociais, inflar brigas incitar o ódio é ser mais baixo que um poço! O que eu achei pior do que reclamarem do evento, foram as pessoas que insultavam outras apenas por ter opiniões distintas. Ver frases do tipo "Só gostou quem tá acostumado com ônibus lotado" e "Na próxima edição me avisa quando o povão sair que eu chego" e "poderia processar por formação de quadrilha" me deixaram tão passada que eu realmente fiquei intrigada pelo que motiva uma pessoa a ser assim. Pensem um pouco, é realmente certo atacar uma pessoa (organização) assim?